Música Notícias de Musica

“Sou Como Sou” estreia hoje na Rádio Dom Fuas

Ana Bacalhau está de regresso com música nova depois de algum tempo sem mostrar novidades. Editou esta sexta-feira o single “Sou Como Sou” onde fala de auto-aceitação como refere na própria letra da canção: “Sou Como Sou” é uma canção de auto-aceitação e de libertação de moldes que não nos servem. O seu mote é agora, finalmente, o meu mote: “Sou como sou. É assim que me quero e sei que me querem assim como sou. U-ou-u-ou-ou.”.

O single que deverá ser uma primeira amostra para um novo disco, ainda não anunciado, já pode ser ouvido a partir de hoje na Rádio Dom Fuas.

Ana Bacalhau:

Ser como sou tem sido um objectivo escorregadio, difícil de alcançar. Só há pouco tempo me sinto relativamente confortável na minha pele, aceitando as minhas falhas e até acarinhando algumas delas.

Desde miúda que me sinto escrutinada por mim e pelos outros, próximos e estranhos e estar sob escrutínio público amplificou tudo, o bom e o mau. Trago na memória algumas coisas que de mim disseram que fizeram mossa. Uma vez, alguém comentou que eu era a prova de que o sal engordava (um prémio para esta pessoa que conseguiu o pleno: gozar com o meu apelido e com o meu peso num só comentário).

Pouco depois, perdi algum peso. Recebi um comentário a dizer que por me vergar aos moldes dos corpos magros tinha perdido toda a graça. Nunca estive, estou ou estarei bem, não faz parte da minha natureza ser consensual, já aceitei que alguns nunca me aceitarão.

Mais importante do que a opinião alheia é a minha, que tanto tempo andou dependente de aprovação externa e que agora, cada vez mais, se liberta da luta que venho travando comigo desde a infância. Mais serena agora, depois de perceber que sou como sou e que isso é que é bonito e único, Alex D’Alva Teixeira e Ben Monteiro (D’Alva), oferecem-me uma canção que diz tudo o que preciso acerca deste assunto.

Para lhe dar imagem, chamei a mim algumas mulheres que fazem parte do meu círculo e que admiro. As características únicas de cada uma reflectem a diversidade e riqueza do conceito de feminilidade e de humanidade.

“Sou Como Sou” é uma canção de auto-aceitação e de libertação de moldes que não nos servem. O seu mote é agora, finalmente, o meu mote: “Sou como sou. É assim que me quero e sei que me querem assim como sou. U-ou-u-ou-ou.”