Início » Dino D’Santiago atua em Leiria no festival A Porta

Dino D’Santiago atua em Leiria no festival A Porta

29 Maio 2023
dino d'santiago atua em leiria no festival a porta
[shared_counts]

O festival A Porta anunciou ontem Dino D’Santiago no cartaz da edição deste ano. O certame vai regressar à cidade de Leiria entre 11 e 18 de junho, com o artista algarvio, que atua dia 16 no Palco Sé, a tornar-se peça central numa programação que inclui ainda nomes como a multiartista Puta da Silva, a italiana Shunaji, o colombiano Julián Mayorga, os portuenses Sunflowers, o cantor, bailarino, performer e digital influencer L’Homme Statue, a cantautora brasileira Carol-kê em DJ Set, mas também os já anunciados Femme Falafel, SOLUNA, Unsafe Space Garden, cave story, A Sul e equinōcio.

Os espetáculos vão dividir-se em três palcos, no Largo da Sé, no Terreiro e no Largo do Gato Preto, mas o objetivo é, como explicou a programadora Mariana Lóis à nossa rádio, «abrir portas que estão fechadas durante todo o ano». «Essa é a premissa inicial d’A Porta. Seja em espaços abertos, públicos ou indoor, mostrar o potencial que cada um destes espaços tem, não só para durante o festival mas depois, ao longo do ano», explicou.

A programadora destacou o sábado, dia 17, «pela quantidade de programação, tanto ao nível de música [com o Largo do Gato Preto a receber uma nova geração de bandas emergentes de Leiria: The Third Floor, Confused Minds, Terrible Mistake e The Speechless Monologue], como a nível de atividades para crianças e para famílias [com os mini-concertos de crianças da SAMP – Sociedade Artística Musical dos Pousos, na Mercearia do Sr. Ferreira e na Chapelaria Fonseca, ou as “Portinhas” (vários teatros e performances), as “1001 Portas” (atividades para famílias e instalações) e o Porta Papper (para as oito famílias mais rápidas a inscreverem-se, dinamizado pelas personagens centrais do Festival: Palhas, Esfregona, Luvas e Fitas)]. No dia 18, as atuações de Carol Kê, Coletivo Gira e Vasco Ribeiro vão ter lugar no Jardim da Vala Real, sendo que, aí e no centro histórico de Leiria, todos os concertos são gratuitos.

[shared_counts]