Informação Porto de Mós

Fogo do Alqueidão da Serra em conclusão

Deflagrou ao início da noite de ontem um incêndio no limite do concelho de Porto de Mós, em Alqueidão da Serra. O alerta foi dado às 20h10 e rapidamente o fogo alastrou ao concelho vizinho da Batalha, na freguesia de Reguengo do Fetal.

Esta manhã (9h40), em declarações à Rádio Dom Fuas, João Salgueiro, presidente da Câmara Municipal de Porto de Mós, disse que o incêndio estava “controlado, podemos dar como extinto, embora ainda estejam no terreno equipas para vigilância”. O autarca afirmou que ambos os concelhos foram afetados mas que “a maior área ardida é no concelho da Batalha”.

O momento mais complicado viveu-se durante a noite, porque “se o vento mudasse, duas casas ficavam em perigo, mas felizmente o vento esteve no sentido contrário e ajudou”, explicou João Salgueiro que, devido ao controlo da situação, decidiu não acionar o Plano Municipal de Emergência.

No concelho de Batalha, o Plano Municipal de Emergência foi ativado porque, segundo Paulo Batista, presidente da autarquia, “durante a madrugada houve riscos graves”. Em declarações à Rádio Dom Fuas (cerca das 10h30), o autarca disse que os dois focos de incêndio principais – São Mamede e Reguengo do Fetal – estavam “em resolução”, acrescentando que “São Mamede está já em fase de rescaldo e Reguengo do Fetal numa fase final de contenção do fogo”.

Paulo Batista refere que não há “nenhum sinistro de maior gravidade além do mato e do povoamento florestal que ardeu”, ainda que o incêndio tenha estado “próximo das habitações, tivemos que proteger várias”.

A última atualização do site da Autoridade Nacional de Proteção Civil (12h29) dá conta de que o incêndio que deflagrou na fronteira entre os dois concelhos está já em conclusão, mas sinaliza ainda como ocorrência importante o fogo de São Mamede.

Share This

Rádio Dom Fuas

Partilhe com os seus amigos